Tag

Arquivos cloud - DP Sistemas

O que é um dashboard?

By | ERP

Uma empresa dentro de seu planejamento estratégico procura constantemente alcançar objetivos e metas instituídos de acordo com suas escolhas. Não é um caminho fácil, requerendo treinamentos, eficiência de trabalho, análises e relatórios e mais uma infinidade de ações para que a empresa seja produtiva. Quando o passo a passo deste processo não é documentado e apresentado, pode-se perder de vista o que já foi conquistado e o que ainda é necessário corrigir.

Afinal, o que é um dashboard?

Em uma tradução direta, podemos entender que dashboard é um painel de instrumentos, uma apresentação de cenário. Em um sistema de processamento de dados de gestão, nele serão mostradas métricas e indicadores importantes para o alcance dos objetivos e metas de uma empresa. Eles são exibidos sob uma elaborada forma visual, o que facilita o entendimento das informações ali presentes. Um dashboard elaborado e funcional é primordial para o conhecimento de sua empresa.

Aqueles que optam por utilizar um sistema ERP voltado para a gestão da empresa fazem um dos mais eficientes investimentos disponíveis no mercado. Isso porque ele traz o aperfeiçoamento dos recursos e do tempo de serviço, otimiza a organização das ações, produz mais rendimentos e oferece uma melhor visualização dos processos. Ter um sistema ERP é conquistar a excelência e estar na frente da concorrência.

Indicadores personalizáveis para as empresas

Este conjunto de processamento de dados deve apresentar ao cliente um excelente modelo de dashboard. Desta forma, contando com dados claros e objetivos, perfeitamente ilustrados, é possível tomar decisões certeiras. Ter a visão completa do seu negócio, ter as prospecções de ações determinadas e poder mensurar as perdas e os ganhos de acordo com indicadores confiáveis é tecnologia de gestão.

Portanto, pode-se entender que o dashboard é o mais perfeito aliado no encaminhamento de futuro de uma empresa. Sendo o sistema alimentado com os dados provenientes dos resultados dos processos realizados, ele apresenta a realidade do empreendimento. Quem define os indicadores visualizados no dashboard é a própria equipe de gestão da empresa. Logo, ele pode ser personalizável.

Os mais comuns indicadores são aqueles relacionados a custos de manutenção de inventários, ou seja, que trazem dados sobre os produtos e materiais produzidos e consumidos. Também apresentam todo o rol de pedidos de produtos ou serviço, de modo a organizar melhor o atendimento às compras e solicitações.

A partir do dashboard, ainda se pode mensurar quanto tempo é gasto entre a feitura do pedido e o envio do produto relacionado. Por fim, outro importante indicador apresentado é poder ter um perfil dos lucros, sejam eles por cliente, por área ou mesmo por parceiros comerciais recorrentes.

Procure eficiência em processamento de dados

Para que os dashboards promovam uma maior visibilidade sobre o trabalho produzido, ele deve ser completo, mas sem perder a interface simples e dinâmica. Um painel de instrumentos, repleto de informações e “poluído” visualmente, pode fazer com que a equipe de gestão tenha leituras erradas sobre o negócio.

Essa é a importância de contar com empresas que desenvolvam não somente um sistema de ERP de qualidade, mas também que saibam produzir objetividade ao cliente. Através dos feedbacks colhidos ali, eles trabalham para garantir melhorias à empresa e o auxílio em toda a sua organização.

 

Gestão de estoque: 9 dicas para aprender como fazer

By | POSSEIDOM

Gestão de estoque é das tarefas mais básicas de uma empresa. Significa saber a quantidade exata de cada item na empresa (produto ou matéria-prima) e o valor monetário total da quantidade de cada um deles.
As consequências de não realizar um controle eficiente são, a curto prazo, a detecção de furos (a quantidade física de itens não é a mesma que está registrada no sistema ou fichas de estoque), tornando, aliás, impossível verificar se tudo foi vendido ou se houve desvio também; a longo prazo, fica-se sem saber qual o consumo de cada produto, e acaba-se gastando mais do que o necessário, além de maior risco de haver estoque parado, o que quer dizer dinheiro parado.

Por isso, algumas dicas para cumprir esta tarefa da melhor maneira possível:

1-Contratar um gestor de confiança e eficiente (organizado e experiente).

2-Quais os cuidados com fornecedores? Além de escolher os que oferecem produtos de melhor qualidade e preço, é preciso ter em mente também a agilidade de entrega.

3-Como estocar cada produto? O lugar de cada produto deve ser bem pensado, levando em conta as características de cada um (circulação de ar, temperatura, exposição ao Sol, poeira, etc.).

4-O que é ficha de estoque? Ela permite o controle de entradas e saídas de cada produto. Pode ser física ou estar num sistema informatizado. O melhor é que seja preenchida logo que a mercadoria chegue (basicamente com quantidade de itens, valor unitário do produto e valor total do lote), e que seja registrada nela cada saída assim que ela acontecer, não deixar para depois. Cada produto tem sua ficha.

5-O que é inventário rotativo? É um sistema que institui que a cada dia determinados produtos sejam contados, registrados e seu valor total calculado. É uma maneira de distribuir essa tarefa pesada para vários dias, e não deixar passar detalhes de apuração, incluindo datas de vencimento.

6-Outros métodos de controle de estoque: Há vários, como o PEPS (Primeiro a Entrar, Primeiro a Sair). Este controle se baseia no tempo de permanência dos produtos, sendo que os que estão há mais tempo têm prioridade para serem vendidos. Também dá para calcular o dinheiro ganho e o dinheiro ainda em potencial pelo preço do último lote: é a UEPS (Último a Entrar, Primeiro a Sair). Pesquise qual método é o mais adequado para a sua empresa.

7-Periodicidade de vendas: verificar quais produtos estão vendendo mais ou menos, levando em conta fatores como sazonalidade, por exemplo. Isso é importante para evitar estoque encalhado, e que possa até passar do prazo de validade, o que significa perda de dinheiro.

8-Programação de compras: para evitar ficar na mão quando mais precisa. Além disso, planejar com antecedência permite mais negociação (até com pagamentos a prazo, se for necessário), enquanto que deixar para comprar em cima da hora é garantia de preços mais salgados, muitas vezes desnecessariamente.

9-Quando fazer uma queima de estoque? Quando for necessário equilibrar as contas: você tem um produto encalhado em grande quantidade, e precisa reaver o dinheiro.

#dpsistemas #coder #coding #programmer #computer #computerscience #study #programming #developer #software #softwaredeveloper #google #softwareengineer #geek #tech #technology #entreprenuer #startups #startup #workspace #webdeveloper #webdesign #programmers #webdevelopment #tecnologia #erp #web #Processos #Empresas #Desempenho

 

5 Vantagens de usar um sistema na nuvem para emissão de nota fiscal eletrônica

By | ERP, Nuvem, POSSEIDOM

Em um mundo que rapidamente abandona os processos analógicos, as vantagens de optar pelo armazenamento de documentos em cloud computing são as mais diversas. Na verdade, se engana quem pensa que só agilidade, organização e segurança são os benefícios recebidos pela utilização do sistema de nuvem para o de armazenamento de notas fiscais.

Praticidade

Enviar o fechamento do mês para o contador através de e-mail é coisa do passado. Ao optar pelo sistema de armazenamento em nuvem, a empresa pode compartilhar suas notas com o responsável pela contabilidade de maneira remota; este poderá acessá-la a qualquer momento em qualquer lugar do mundo, através de uma conexão de internet. Isso elimina a necessidade do envio desses documentos através de e-mail, um processo demorado que demanda muito trabalho e que traz, por exemplo, o risco de vazamento.

Preço

Dependendo do porte da empresa, existem serviços de cloud computing gratuitos ou de baixo custo, como o Dropbox ou Google drive, que podem ser utilizados para o armazenamento e o compartilhamento das notas fiscais eletrônicas. Porém, mesmo como a utilização de ferramentas pagas conectadas ao sistema de vendas do seu negócio, os custos do armazenamento em nuvem ainda são menores em relação aos processos convencionais.

Organização

Junto com a segurança e praticidade, outra vantagem é a facilidade de organizar os dados através do armazenamento em cloud. Fica muito mais fácil separar os documentos em pastas criando divisões e subdivisões por datas, tipos de produtos ou setores da empresa. Ao eliminar a necessidade de impressão das notas fiscais também se reduz as chances de extravio ou perda de documentos.

Além disso, sem a necessidade de imprimir cada nota haverá uma óbvia economia, pois não será preciso à compra de arquivos e armários para guardá-las, outro benefício, o armazenamento em nuvem acaba resultando numa diminuição dos custos com a compra de papel, tinta e manutenção para as impressoras.

Backups e segurança

Ao salvar um documento em cloud, a empresa conta com um serviço de backups automáticos, o que evita a perda de dados ou o comprometimento de alguma informação contida na nota fiscal. Isso garante que mesmo sendo acessíveis para vários profissionais, os números fiquem sempre seguros porque apenas pessoas autorizadas poderão visualizar e modificar as notas, o que também minimiza o risco de fraudes.

Ferramentas específicas para NFes

Por fim, no mercado existem empresas que oferecem serviços de cloud computing específicos para a armazenagem de notas fiscais, o que permite muito mais do que o simples controle e gestão de dados. Essas ferramentas disponibilizam funções como a conversão automática para DANFe/PDF e buscas, servidores criptografados, bloqueio contra vírus e invasão de hackers, suporte técnico e muito mais.

Com isso, fica claro que a utilização do sistema em nuvem para emissão de nota fiscal eletrônica é uma forma prática, segura, econômica e fácil de manter a organização, a agilidade e, principalmente, a segurança das informações fiscais e contábeis do seu negócio. Para isso, só é preciso buscar um dos serviços que são oferecidos por empresas especializadas.

#erp #web #Processos #Design #Empresas #Empresarial #Emprego #Desempenho #Equipe #Estratégia #GeraçãodeValor #Auxilio #Objetivo #Qualidade #Serviço #Economia #Gestão #Aracaju #Sergipe #AracajuComoEuVejo #Aju #Empreendimento #Work #Marketing

Software de gestão nas nuvens

By | Nuvem

Assim como aconteceu na área pessoal, agora acontece o lado empresarial, mas afinal o que uma empresa ganha ao colocar na nuvem as informações da empresa ? O principal ponto é a liberdade de acessar as informações de qualquer local dentro e fora da empresa.

Segurança das informações é tão ou mais forte do que  em servidores dentro da empresa os acessos são controlados através de senhas e sempre podem existir restrições quanto a origem deste acesso.

Outro ponto muito importante da Computação nas nuvens é a escalabilidade, ou seja a capacidade aumentar de capacidade de processamento conforme a necessidade.

Assim como os grandes serviços de armazenamento ganharam a confiança, agora a DP Sistemas começa a mostrar sua eficiência hospedando as aplicações e os dados nas nuvens.

Quer saber mais :  https://goo.gl/FtzuOv

Por Sam Johnston – http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/b/b5/Cloud_computing.svg, CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=28083204
Solicitar Orçamento

×