Quais os riscos em não usar um sistema na Nuvem ? Offline !!

A adoção de um sistema ERP na sua empresa pode dar excelência às rotinas produtivas, agregando inúmeros benefícios. Por outro lado, muitos não entendem quais os riscos em não usar um sistema na nuvem, optando por um software off-line que pode ser pouco funcional e ainda trazer prejuízos à rotina organizacional da empresa.

Infelizmente, muitos gestores adotam esse tipo de solução, tendo que gastar mais para posteriormente trocar e/ou manter o software. Você não quer perder tempo com isso, certo? Então, veja abaixo quais os riscos em não um usar um sistema na nuvem, adotando uma ferramenta digital que poderá ser um diferencial competitivo.

Falta de atualizações

Algo muito comum em sistemas que não são baseados na nuvem é a falta de atualizações. Isso porque, na grande maioria dos casos, o software conta com um sistema fechado e a atualização só pode ser feita por uma nova instalação, o que geralmente agrega custos e tempo de implementação.

Na nuvem é possível evitar esse risco: as atualizações, de acordo com o sistema, são feitas baseadas no ambiente digital. Ainda, evita-se outro problema comum a opções off-line, a incapacidade de agregar módulos de acordo com a demanda da empresa.

Segurança

Ao contrário do que se pensa, sistemas baseados em nuvem são muito mais seguros que as opções off-line. Isso porque as opções que não estão integradas ao ambiente digital são muito fáceis (e não é exagero nenhum) de serem invadidas caso alguma máquina da empresa esteja infectada.

Por outro lado, sistemas baseados em nuvem geralmente contam com uma performance de segurança mais qualificada, o que dificulta a ação de usuários maliciosos. Esse é um erro muito comum e um risco que os empresários assumem – entendendo, apenas após o roubo ou perda dos seus dados e informações, que a nuvem é mais segura.

Backups

A sobrevivência de uma empresa que trabalha com várias informações, dados, indicadores entre outros, depende de um bom serviço de backup. E, isso precisa estar integrado ao sistema, criando cópias de segurança. Em softwares off-line, o processo não é feito ou, no ‘melhor’ dos casos, é realizado na própria máquina ou servidor do negócio.

O problema é que armazenar backup no mesmo local que as informações originais mantêm o risco de perda. Por exemplo: caso o computador apresente uma falha irreversível, perderá as cópias de segurança conjuntamente. Por isso, devem-se ter backups das aplicações do sistema em nuvem, garantindo a segurança das informações nas duas pontas.

Alto investimento

É fato: sistemas na nuvem trazem menos custos para as empresas. Além do que já abordamos acima, não é preciso investir em ampla infraestrutura, manutenção constante e adição de módulos ou contratação de serviços complementares. O serviço off-line deixa tudo mais burocrático, o que gera altos gastos do começo ao fim.

Incapacidade de integrar setores

Se a empresa é dividida em setores – ou o crescimento proporciona essa divisão – não ter um sistema na nuvem é um risco iminente. Afinal, como integrar a área de compras com as vendas? De que forma o financeiro acessará os dados do setor de logística/estoque?

Além de perder produtividade, cria vários contratempos e erros em informações que não são centralizadas. Na nuvem, todos são integrados e os acessos podem ser liberados de acordo com a competência de cada área.

Dessa forma, conhecendo os ricos em não usar um sistema na nuvem, deve-se adotar a opção ideal para o seu negócio. Acredite: as vantagens são maiores, além de custos e contratempos serem menores.

Comentários

Comentários

Solicitar Orçamento

×