Fluxo de caixa: 4 erros que você não pode cometer no da sua empresa

Não é mistério que gerenciar bem a economia da sua empresa é essencial para conseguir realizar orçamentos precisos e eventualmente lucrar mais. Uma das medidas para conseguir esse controle é o fluxo de caixa. Afinal, registrar cada entrada e saída financeira do seu negócio é essencial para organizar toda sua gestão.

Por ser uma ferramenta importante, ela precisa ser aplicada adequadamente, a fim de evitar falhas que podem te prejudicar no fim das contas. Para que isso não aconteça na sua empresa, selecionamos os erros mais comuns que podem ocorrer no fluxo de caixa.

Não categorizar corretamente

Para que o fluxo de caixa funcione como uma ferramenta organizacional, ele mesmo precisa estar bem estruturado. Não basta apenas dizer o que entrou e saiu, mas deve separar em categorias. Ao fazer isso, o gestor terá mais facilidade em identificar a origem de todos os valores, ajudando a encontrar anomalias e a definir melhor o orçamento por setor.

Mesmo que seja uma fonte eventual que acredita que não vai movimentar muito, seja o mais preciso possível e evite termos genéricos como “outros valores”. Quanto mais preciso nos rótulos, melhor será a gestão.

Não manter o fluxo atualizado

Fluxo de caixa é uma área da administração que exige dedicação constante. É importante manter uma periodicidade para os lançamentos, de maneira a fugir de acúmulos que vão só atrapalhar futuramente. O ideal, independentemente do tamanho da empresa, é fazer atualização diária.

Mesmo que sejam poucos valores, é melhor fazer no dia do que deixar para depois por preguiça e ficar vulnerável a erros. Uma das vantagens de atualizar os dados diariamente é ter informações constantes sobre o funcionamento da sua empresa, se ela está mantendo capital de giro, se consegue lucro, se há um problema, etc. Isso dá velocidade para agir no momento certo e reduzir prejuízos com imprevistos.

Inserir valores que ainda não entraram

Quando a empresa decide uma compra ou consegue uma venda pode ser tentador lançar logo, afinal, atualizar é importante, certo? Pode ser contraditório, mas não é sempre o caso. Dependendo do método de pagamento esses valores não entram na conta de imediato, como em parcelamentos e cheques pré-datados.

Contar com esse dinheiro antes da hora é perigoso, pois a empresa pode utilizá-lo para algum gasto quando, na verdade, não o tem. Pode causar confusão também quando o dinheiro entrar de fato, gerando um lançamento duplicado. Por isso é importante lançar apenas conforme o dinheiro entrar ou sair da conta da empresa.

Não ter cautela com os detalhes

Fluxo de caixa não trata apenas de números, mas de uma série de informações importantes para a empresa, que devem ser registradas de acordo. Um dígito em um local errado pode alterar drasticamente as contas e causar interpretações erradas que podem afetar todo o negócio.

Por causa disso, é importante que os lançamentos sejam feitos com atenção, inserindo os mínimos detalhes e as informações úteis para a gestão. Além disso, todas as entradas e saídas devem ser contabilizadas, mesmo quando o valor é pequeno, porque no fim do mês elas fazem a diferença. Uma dica é usar um software especializado, para facilitar os lançamentos e evitar erros.

Comentários

Comentários

Solicitar Orçamento

×