Category

ERP

Vantagens que um sistema ERP traz para a gestão do seu negócio

By | ERP, gestao

Com o objetivo de melhorar o fluxo de trabalho interno da empresa e torná-la cada vez mais atuante no mercado, o sistema ERP (Enterprise Resources Planning) surge como uma fundamental estratégia para potencializar a gestão. Para fazer este investimento é preciso primeiro avaliar e planejar como ele será implantado. Seus benefícios são muitos, uma vez que está ligado diretamente ao dia a dia da empresa.

Read More

Como um software pode ajudar no controle de estoque da sua organização?

By | desempenho, e-commerce, ERP, POSSEIDOM

Quando falamos de empresa varejista pensamos na complexidade que é organizar e manter um estoque. O fluxo de entrada e saída de mercadorias pode ser intenso, dependendo do tamanho de sua empresa. Contudo, mesmo em pequenos negócios, ele é um dos principais indicadores sobre vendas, marketing e produção, fundamental para tomadas de decisão. Por isso, a implementação de um software de gestão de estoque é a melhor solução.

Através dele, é possível criar um planejamento estratégico completo, que acompanha os indicadores de desempenho. Estes últimos são definidos de acordo com os objetivos da empresa. Além disso, no software se registra todos os dados relacionados aos produtos, mesmo informações de fornecedores, preços e descontos, quantidade e validade. Desta forma, há sempre informações com rapidez e fidelidade.

Informações precisas e integradas

Um dos principais benefícios do software de gestão de estoque é a possibilidade de ter o conhecimento de todos os produtos – produzidos ou comprados – disponíveis na empresa, bem como de seus fornecedores. Neste sistema, o responsável pelo controle pode incluir, apagar e alterar os dados, de forma com que eles estejam sempre atualizados. Quando a quantidade de produtos é pouca, pode parecer mais fácil organizar, porém quando está na casa de milhares é impossível ter o controle manualmente.

A partir desta funcionalidade, os ganhos podem atingir outros setores da empresa, como no setor de marketing e financeiro. Se uma empresa tem entregado um produto de baixa qualidade, por exemplo, o setor financeiro tem que ser avisado para que renegocie valores ou cobre responsabilidades. Outro caso é o de haver o acúmulo de um mesmo produto no estoque, pois o setor de marketing tem que ser comunicado para que pense em promoções que façam com que eles sejam vendidos.

Adoção de políticas de estoque eficientes

Quando as informações sobre o estoque são claras, verdadeiras e atualizadas, a empresa pode tomar decisões com base em certezas. Através dos relatórios gerados pelo software de gestão é possível definir políticas de estoque e a maneira como ele irá funcionar. Esse planejamento indica quais são os itens de maior e menor saída, apontando de maneira objetiva como os produtos devem ser armazenados e organizados dentro do espaço.

Este é um tipo de erro comum, porque acaba gerando um “esquecimento” do que tem no estoque. Em consequência, há a perda de produtos pelo seu vencimento ou por mau armazenamento. Não se pode investir na compra de produtos que não vendem, isso é perder dinheiro. Como também não se pode deixar os produtos que mais vendem faltar no estoque.

Evita problemas tributários

Uma das maiores dores de cabeça dentro do estoque é o cumprimento das obrigações tributárias. Sobre os produtos incidem diferentes tipos de impostos e é importante que todas as informações estejam integradas. Agindo desta forma, todo o cálculo de impostos passa a ser automático através do sistema de gestão. Nenhuma informação se perde e o pagamento dos tributos é feito de maneira correta.

Adotar o software de gestão evita erros nesta área e eles, quando acontecem, podem trazer grandes transtornos, como o pagamento de juros e multas. A informatização permite que o Fisco tenha o conhecimento da quantidade de produtos que uma empresa deveria ter em estoque. Desta forma, o confronto de informações se torna muito mais fácil e preciso. Bom para os dois lados.

Sistema ERP: Como ele pode se relacionar com a sua estratégia de marketing?

By | ERP, gestao, Marketing Digital

Se você já emprega um sistema ERP sabe muito bem a diferença que ele faz no cotidiano da sua empresa. Os softwares desta categoria facilitam a gestão financeira e operacional, controlando informações-chave para a organização. Um detalhe menos conhecido é que ele também pode ajudar na sua Estratégia de Marketing.

Sabemos que o Enterprise Resource Planning se trata de uma solução que tem por objetivo integrar diferentes áreas da empresa. Justamente por conta deste detalhe ele pode atuar em favor da sua comunicação. Pois o leque de possibilidades destes programas vai muito além do setor financeiro.

A gama completa de atividades pode incluir da estocagem, até compras, vendas e muitos outros setores da organização. Com a área de que tratamos aqui não poderia ser diferente. Quer saber como a tecnologia dos sistemas integrados de gestão pode se relacionar com a sua estratégia de marketing? Então continue a leitura do artigo!

Como o sistema ERP pode se relacionar à sua Estratégia de Marketing?

Para entendermos esta relação basta levar em consideração o elemento com que trabalha o ERP: a informação. Não esquecendo que, além de processada, ela estará concentrada em um único lugar. Basicamente o que temos aqui é a matéria prima de toda boa estratégia de marketing.

É assim que partindo dos dados fornecidos a sua empresa estará apta a desenvolver campanhas com dados precisos e relevantes. Paralelamente a isto temos como benefício o aumento na eficiência interna da empresa. Ao proporcionar isto o sistema também irá colaborar para ações mais efetivas. E o primeiro quesito onde podemos juntar as duas vantagens é no relacionamento com os clientes.

Com o ERP você poderá organizar as informações e criar uma base de contatos detalhada. A partir dela campanhas segmentadas serão desenvolvidas. As possibilidades de personalizar as ações incluem descontos nos aniversários, por exemplo. Outra alternativa são as newsletters com novidades para quem não visita o seu site há algum tempo.

Aumentando as vendas e fazendo bom uso dos relatórios

Com estes exemplos fica claro que o ERP impacta na sua Estratégia de Marketing de forma a aumentar as vendas. Inclusive o seu negócio pode fazer acompanhamento de leads em tempo real. Quando uma ação deixou de ser completada, ou não teve a resposta esperada, a equipe comercial entra em ação.

As informações compartilhadas através do sistema ERP permitem uma comunicação personalizada que leva o visitante à conversão. Em outro setor, ao lidarmos com estocagem, temos mais uma forma de trabalhar esta tecnologia. A percepção de itens com maior ou menor saída é algo que serve para balizar eventuais promoções.

“Queimar” os itens parados através destas campanhas ajuda a fazer o giro de caixa. Ainda neste quesito, o sistema colabora para identificar quais produtos não estão mais disponíveis. Desta forma o seu site poderá ser atualizado rapidamente, evitando transtornos como clientes fazendo o pedido de itens esgotados.

Para um marketing eficiente não dispense os sistemas integrados

Você pôde conferir neste artigo como o sistema ERP se relaciona com a sua Estratégia de Marketing. Trata-se de um recurso que pode aprimorá-la de inúmeras formas, aumentando vendas e melhorando o relacionamento com o cliente. Afinal, as informações que são trabalhadas a partir destes sistemas mostram-se cruciais para a assertividade de qualquer campanha.

Como acelerar o crescimento do seu negócio

By | Dicas, e-commerce, ERP, POSSEIDOM

Mesmo em tempos de crise o mercado permanece atuante como um dos principais movimentadores de capital no país. Alguns de seus setores podem entrar em declínio, outros estagnarem, mas ele permanece dinâmico para aqueles que procuram os caminhos para crescer ainda mais. Seu negócio não pode parar, muito menos ficar para trás, por isso conheça algumas dicas para continuar em expansão.

Um caixa saudável é o ponto de partida

Um dos pontos mais nevrálgico de uma empresa é a sua gestão financeira. Todo o trabalho que se propõe a fazer ou produzir tem como objetivo ter um cofre saudável e que dê lucros. Logo, para que os índices de sua empresa voltem a apontar para cima é necessário produzir caixa e cuidar do dinheiro, não desperdiçar. O balanço financeiro saudável é a base para qualquer outra providência ou movimento que se queira tomar com o seu negócio.

A primeira medida a ser tomada nesta área está em fazer uma administração de caixa responsável, de modo com que as contas não se misturem. Afinal, não saber de onde saiu ou aplicar dinheiro resulta em perda de controle dos gastos, o que pode ser fatal. Pagamentos devem ser honrados e os gastos fora de ordem evitados. Se os planos para o seu negócio forem desenvolver novos produtos e serviços, abrir novas lojas ou entrar em licitações, as contas precisam estar no azul.

Empresário que não conhece seu público-alvo não cresce

Uma empresa estagnada é uma empresa que não conhece o seu público-alvo. Na era da informação e da globalização, em que tudo é consumido com muita rapidez, os seus consumidores mudam seus desejos e necessidades constantemente. Mesmo que o objeto do seu negócio seja um produto segmentado as pessoas estão sempre procurando o que é novo e melhor para a sua vida e dia a dia.

Se a mudança do que é prioridade para o cliente muda em todo o momento, o empresário deve estar sempre em contato com eles se quiser crescer. A cada nova faceta, uma nova solução oferecida. Assim, erros de prospecção de produtos ou abordagens são cada vez menos recorrentes. Conhecer detalhadamente o público consumidor faz com que estrategicamente sejam criadas mensagens de impacto para os fiéis e novos clientes.

Invista em um marketing de relevância e inovação

Tendo um caixa saudável e todas as informações sobre o seu público, o melhor marketing pode ser feito pela sua empresa. Não adianta vender um produto ou um serviço que não tem ou que na prática realmente não oferece. Isso afugenta os clientes e faz o seu negócio perder clientes e não os ganhar para crescer. Trabalhando profundamente a partir do marketing certo, as vendas voltam a ser aceleradas.

Seus negócios realmente só fazem a diferença quando se destacam da principal concorrência. Fazer mais do mesmo não levará a sua empresa a patamares superiores, pelo contrário, ela pode ser perder no mar das que exploram o mesmo seguimento. Criar um negócio como uma árvore de bonsai não é lucrativo. Ele pode ser vistoso as vistas, mas nunca cresce. Por isso, uma palavra essencial para o crescimento é inovação.

A inovação deve ser um processo presente dentro da empresa e fora dela. Primeiro é preciso buscar novos processos, métodos de trabalho e estimular, de forma motivacional, os seus funcionários. Em um mesmo sentido, o empresário deve buscar atender os seus clientes da melhor maneira possível. Eles devem perceber e conhecer todos os movimentos no que é novo, responsável e marcante.

O que é um dashboard?

By | ERP

Uma empresa dentro de seu planejamento estratégico procura constantemente alcançar objetivos e metas instituídos de acordo com suas escolhas. Não é um caminho fácil, requerendo treinamentos, eficiência de trabalho, análises e relatórios e mais uma infinidade de ações para que a empresa seja produtiva. Quando o passo a passo deste processo não é documentado e apresentado, pode-se perder de vista o que já foi conquistado e o que ainda é necessário corrigir.

Afinal, o que é um dashboard?

Em uma tradução direta, podemos entender que dashboard é um painel de instrumentos, uma apresentação de cenário. Em um sistema de processamento de dados de gestão, nele serão mostradas métricas e indicadores importantes para o alcance dos objetivos e metas de uma empresa. Eles são exibidos sob uma elaborada forma visual, o que facilita o entendimento das informações ali presentes. Um dashboard elaborado e funcional é primordial para o conhecimento de sua empresa.

Aqueles que optam por utilizar um sistema ERP voltado para a gestão da empresa fazem um dos mais eficientes investimentos disponíveis no mercado. Isso porque ele traz o aperfeiçoamento dos recursos e do tempo de serviço, otimiza a organização das ações, produz mais rendimentos e oferece uma melhor visualização dos processos. Ter um sistema ERP é conquistar a excelência e estar na frente da concorrência.

Indicadores personalizáveis para as empresas

Este conjunto de processamento de dados deve apresentar ao cliente um excelente modelo de dashboard. Desta forma, contando com dados claros e objetivos, perfeitamente ilustrados, é possível tomar decisões certeiras. Ter a visão completa do seu negócio, ter as prospecções de ações determinadas e poder mensurar as perdas e os ganhos de acordo com indicadores confiáveis é tecnologia de gestão.

Portanto, pode-se entender que o dashboard é o mais perfeito aliado no encaminhamento de futuro de uma empresa. Sendo o sistema alimentado com os dados provenientes dos resultados dos processos realizados, ele apresenta a realidade do empreendimento. Quem define os indicadores visualizados no dashboard é a própria equipe de gestão da empresa. Logo, ele pode ser personalizável.

Os mais comuns indicadores são aqueles relacionados a custos de manutenção de inventários, ou seja, que trazem dados sobre os produtos e materiais produzidos e consumidos. Também apresentam todo o rol de pedidos de produtos ou serviço, de modo a organizar melhor o atendimento às compras e solicitações.

A partir do dashboard, ainda se pode mensurar quanto tempo é gasto entre a feitura do pedido e o envio do produto relacionado. Por fim, outro importante indicador apresentado é poder ter um perfil dos lucros, sejam eles por cliente, por área ou mesmo por parceiros comerciais recorrentes.

Procure eficiência em processamento de dados

Para que os dashboards promovam uma maior visibilidade sobre o trabalho produzido, ele deve ser completo, mas sem perder a interface simples e dinâmica. Um painel de instrumentos, repleto de informações e “poluído” visualmente, pode fazer com que a equipe de gestão tenha leituras erradas sobre o negócio.

Essa é a importância de contar com empresas que desenvolvam não somente um sistema de ERP de qualidade, mas também que saibam produzir objetividade ao cliente. Através dos feedbacks colhidos ali, eles trabalham para garantir melhorias à empresa e o auxílio em toda a sua organização.

 

Pequenas empresas como Automatizar vendas atacado e varejo

By | e-commerce, ERP, Financeiro

Muitos especialistas afirmam que o Brasil é um país empreendedor e que esta é uma de suas características mais marcantes no mundo dos negócios. De fato, a partir da criatividade latente do brasileiro e de seu espírito trabalhados, diversas empresas surgem a todo o momento, mesmo com um quadro econômico instável. As pequenas empresas movimentam, quando somadas, uma parcela significativa da economia, de modo que devem ser sempre incentivadas.

O pequeno empreendedor enfrenta muitos obstáculos para ver seu negócio saudável e lucrativo. Para que sempre caminhe para frente, é preciso ter conhecimento e estar antenado para superar todas as burocracias e dominar o dia a dia da empresa. Na hora de organizar as vendas, seja no atacado ou no vareja, é importante contar com um sistema capaz de automatizar este processo.

Automatizar é descentralizar as funções

Um pequeno empreendedor muitas vezes se encontra sobrecarregado devido ao acúmulo de funções. Quando uma empresa é pequena, ela não conta com muitos funcionários à disposição. Uma mesma pessoa está responsável por produzir o produto ou o serviço, captar clientes, anotar pedidos, despachar ou atender as demandas, prover o marketing e lidar com as tarefas administrativas. São muitas funções e poucas pessoas para desempenharem. A automatização de alguns destes processos age para facilitar o dia a dia e potencializar as vendas.

Esta automatização acontece a partir de um software de gestão, baseado no sistema ERP e facilmente aderido através da internet. Dentre algumas de suas aplicabilidades essenciais para vendas mais assertivas estão a agilização e a otimização das atividades e informações. Como exemplos de algumas funções básicas estão o controle de estoque, a emissão de relatórios, o controle dos gastos e contas, emissão de notas fiscais e a visualização passo a passo das vendas e do processo de produção.

Para o pequeno empreendedor, esta oportunidade de automatizar algumas funções traz alívio, conforto e liberdade para se concentrar no que realmente é necessário: a produção. Estes sistemas de gestão através do ERP são acessados através de dispositivos de smartphones, tablets e computador. Dentro deste portal ou painel, o dono da pequena empresa e seus funcionários podem compreender, de maneira rápida e dinâmica, todo o desempenho do negócio através de indicadores.

Automatizar é ter a oportunidade de conhecer melhor a empresa

Os indicadores são desenvolvidos a partir da necessidade do cliente. Existe os mais comuns a serem usados, mas outros podem ser incluídos. Assim, temos mais uma vantagem de procurar automatizar o processo de venda de seus produtos, estes sistemas se adaptam tanto a um modelo de varejo, como a um modelo de atacado. Trata-se de um auxiliar completo e completamente relacionado com a realidade enfrentada pelo micro e pequeno empreendedor, atendendo às específicas necessidades da empresa.

Os resultados se apresentam cada vez mais positivos, ratificando a importância de contar com a automatização. As notícias que chegam estão relacionadas principalmente com o aumento das vendas e da lucratividade, que é tudo o que um pequeno empreendedor quer. Visando o crescimento profissional e de sua empresa, pode-se atender pedidos de diversas regiões do país e pedidos de grandes quantidades. Saber administrar toda esta demanda precisa de prática e experiência, mas se houver a ajuda de sistemas de gestão automatizados, fica muito melhor.

Solicitar Orçamento

×