Category

e-commerce

Como um software pode ajudar no controle de estoque da sua organização?

By | desempenho, e-commerce, ERP, POSSEIDOM

Quando falamos de empresa varejista pensamos na complexidade que é organizar e manter um estoque. O fluxo de entrada e saída de mercadorias pode ser intenso, dependendo do tamanho de sua empresa. Contudo, mesmo em pequenos negócios, ele é um dos principais indicadores sobre vendas, marketing e produção, fundamental para tomadas de decisão. Por isso, a implementação de um software de gestão de estoque é a melhor solução.

Através dele, é possível criar um planejamento estratégico completo, que acompanha os indicadores de desempenho. Estes últimos são definidos de acordo com os objetivos da empresa. Além disso, no software se registra todos os dados relacionados aos produtos, mesmo informações de fornecedores, preços e descontos, quantidade e validade. Desta forma, há sempre informações com rapidez e fidelidade.

Informações precisas e integradas

Um dos principais benefícios do software de gestão de estoque é a possibilidade de ter o conhecimento de todos os produtos – produzidos ou comprados – disponíveis na empresa, bem como de seus fornecedores. Neste sistema, o responsável pelo controle pode incluir, apagar e alterar os dados, de forma com que eles estejam sempre atualizados. Quando a quantidade de produtos é pouca, pode parecer mais fácil organizar, porém quando está na casa de milhares é impossível ter o controle manualmente.

A partir desta funcionalidade, os ganhos podem atingir outros setores da empresa, como no setor de marketing e financeiro. Se uma empresa tem entregado um produto de baixa qualidade, por exemplo, o setor financeiro tem que ser avisado para que renegocie valores ou cobre responsabilidades. Outro caso é o de haver o acúmulo de um mesmo produto no estoque, pois o setor de marketing tem que ser comunicado para que pense em promoções que façam com que eles sejam vendidos.

Adoção de políticas de estoque eficientes

Quando as informações sobre o estoque são claras, verdadeiras e atualizadas, a empresa pode tomar decisões com base em certezas. Através dos relatórios gerados pelo software de gestão é possível definir políticas de estoque e a maneira como ele irá funcionar. Esse planejamento indica quais são os itens de maior e menor saída, apontando de maneira objetiva como os produtos devem ser armazenados e organizados dentro do espaço.

Este é um tipo de erro comum, porque acaba gerando um “esquecimento” do que tem no estoque. Em consequência, há a perda de produtos pelo seu vencimento ou por mau armazenamento. Não se pode investir na compra de produtos que não vendem, isso é perder dinheiro. Como também não se pode deixar os produtos que mais vendem faltar no estoque.

Evita problemas tributários

Uma das maiores dores de cabeça dentro do estoque é o cumprimento das obrigações tributárias. Sobre os produtos incidem diferentes tipos de impostos e é importante que todas as informações estejam integradas. Agindo desta forma, todo o cálculo de impostos passa a ser automático através do sistema de gestão. Nenhuma informação se perde e o pagamento dos tributos é feito de maneira correta.

Adotar o software de gestão evita erros nesta área e eles, quando acontecem, podem trazer grandes transtornos, como o pagamento de juros e multas. A informatização permite que o Fisco tenha o conhecimento da quantidade de produtos que uma empresa deveria ter em estoque. Desta forma, o confronto de informações se torna muito mais fácil e preciso. Bom para os dois lados.

Dicas práticas de Vendas

By | Dicas, e-commerce, gestao, POSSEIDOM | No Comments

Muitos dizem que a venda de um produto é uma verdadeira arte. O que não se pode discordar, afinal é através dela que acontecem os maiores fluxos de entrada de dinheiro na empresa. A grande questão está em como conseguir se diferenciar da concorrência e vender cada vez mais e melhor. Como forma de auxiliar o seu negócio e os seus vendedores, elencamos algumas dicas de como vender com maestria.

Read More

Como acelerar o crescimento do seu negócio

By | Dicas, e-commerce, ERP, POSSEIDOM

Mesmo em tempos de crise o mercado permanece atuante como um dos principais movimentadores de capital no país. Alguns de seus setores podem entrar em declínio, outros estagnarem, mas ele permanece dinâmico para aqueles que procuram os caminhos para crescer ainda mais. Seu negócio não pode parar, muito menos ficar para trás, por isso conheça algumas dicas para continuar em expansão.

Um caixa saudável é o ponto de partida

Um dos pontos mais nevrálgico de uma empresa é a sua gestão financeira. Todo o trabalho que se propõe a fazer ou produzir tem como objetivo ter um cofre saudável e que dê lucros. Logo, para que os índices de sua empresa voltem a apontar para cima é necessário produzir caixa e cuidar do dinheiro, não desperdiçar. O balanço financeiro saudável é a base para qualquer outra providência ou movimento que se queira tomar com o seu negócio.

A primeira medida a ser tomada nesta área está em fazer uma administração de caixa responsável, de modo com que as contas não se misturem. Afinal, não saber de onde saiu ou aplicar dinheiro resulta em perda de controle dos gastos, o que pode ser fatal. Pagamentos devem ser honrados e os gastos fora de ordem evitados. Se os planos para o seu negócio forem desenvolver novos produtos e serviços, abrir novas lojas ou entrar em licitações, as contas precisam estar no azul.

Empresário que não conhece seu público-alvo não cresce

Uma empresa estagnada é uma empresa que não conhece o seu público-alvo. Na era da informação e da globalização, em que tudo é consumido com muita rapidez, os seus consumidores mudam seus desejos e necessidades constantemente. Mesmo que o objeto do seu negócio seja um produto segmentado as pessoas estão sempre procurando o que é novo e melhor para a sua vida e dia a dia.

Se a mudança do que é prioridade para o cliente muda em todo o momento, o empresário deve estar sempre em contato com eles se quiser crescer. A cada nova faceta, uma nova solução oferecida. Assim, erros de prospecção de produtos ou abordagens são cada vez menos recorrentes. Conhecer detalhadamente o público consumidor faz com que estrategicamente sejam criadas mensagens de impacto para os fiéis e novos clientes.

Invista em um marketing de relevância e inovação

Tendo um caixa saudável e todas as informações sobre o seu público, o melhor marketing pode ser feito pela sua empresa. Não adianta vender um produto ou um serviço que não tem ou que na prática realmente não oferece. Isso afugenta os clientes e faz o seu negócio perder clientes e não os ganhar para crescer. Trabalhando profundamente a partir do marketing certo, as vendas voltam a ser aceleradas.

Seus negócios realmente só fazem a diferença quando se destacam da principal concorrência. Fazer mais do mesmo não levará a sua empresa a patamares superiores, pelo contrário, ela pode ser perder no mar das que exploram o mesmo seguimento. Criar um negócio como uma árvore de bonsai não é lucrativo. Ele pode ser vistoso as vistas, mas nunca cresce. Por isso, uma palavra essencial para o crescimento é inovação.

A inovação deve ser um processo presente dentro da empresa e fora dela. Primeiro é preciso buscar novos processos, métodos de trabalho e estimular, de forma motivacional, os seus funcionários. Em um mesmo sentido, o empresário deve buscar atender os seus clientes da melhor maneira possível. Eles devem perceber e conhecer todos os movimentos no que é novo, responsável e marcante.

Loja Virtual Integrada a um Sistema de Gestao, quais os beneficios para mim

By | e-commerce, POSSEIDOM

Para a sua empresa estar onde o cliente está, alguns ajustes são mais do que importantes no mundo de hoje. É preciso se atualizar. O dinamismo que a globalização trouxe, bem como o surgimento das novas tecnologias, diversificou a maneira como nos relacionamos. Estas mudanças também acabariam chegando e mudando a experiência de compra e venda de um produto. A palavra de ordem aqui é integração.

O mundo hoje voltou-se para o virtual, tudo está na internet, tudo pode ser visualizado por ela, como também comprado. Se a sua empresa quer ter crescimento e alcançar públicos cada vez mais variados, está na hora de abrir uma loja virtual. Dentro deste site, estarão expostos os produtos que você comercializa, informações completas e a possibilidade de efetivar a compra. O cliente também tem a oportunidade de conhecer mais sobre a utilidade e a funcionalidade dos produtos e seus assuntos correlacionados.

Uma integração que traz eficiência

Quando você abre a oportunidade de o cliente fazer compras através de seu site, de igual forma precisa ter um completo sistema que informe sobre a movimentação das vendas. Ter uma loja virtual eficiente somente é conseguido quando ela tiver integração com um sistema de gestão. Desta forma, dados imediatos sobre estoque, produtos mais vendidos, itens encalhados, e diversas outras informações, são de conhecimento do empresário. De posse da resposta destes indicadores, ele poder tomar decisões.

Uma integração que diminui as chances de erros

Pense o quão complicado seria se para cada venda na loja virtual, houvesse uma pessoa para observar e, manualmente, alterar as planilhas dos produtos. As chances de erros humanos seriam enormes, além de ser um processo muito demorado. Ter o preenchimento das planilhas de cliente, controle de estoque e financeira tudo de uma vez é essencial para a eficiência. A automatização e sincronização que os sistemas de ERP trazem beneficiam justamente em relação à confiança nos negócios.

Uma integração com confiança

Toda transação comercial deve ser cercada de garantias, tanto para quem vende como para quem compra. Em um ambiente de loja virtual não seria diferente. Contudo, muitos podem pensar como seria para que o cliente tivesse um comprovante da sua compra, bem como as formas de realizar o pagamento. A resposta a estas questões está relacionada ao uso de sistemas de gestão, pois são eles que trazem as funções de emissão de nota fiscal e da geração de boletos de pagamentos.

Uma integração que oportuniza a economia

Se os sistemas de gestão trabalham justamente para promover compactação e automatização do trabalho, ele também oportuniza a redução de custos. Menos erros, menos gastos de insumos e a possibilidade de trabalhar com uma equipe reduzida, tudo isso gera economia para a empresa. Ter um grupo de profissionais menor gera ações estratégicas, porque eles estarão presentes em departamento muito mais cruciais e impactantes para a empresa, promovendo crescimento.

Uma integração que fideliza o cliente

Por fim, a integração entre a loja virtual e um sistema de gestão trarão ao empresário o que é mais precioso para ele: a fidelização do cliente. Quando o sistema é alimentado com dados corretos, os erros são minimizados até não existirem mais. Assim, o pedido do cliente é atendido perfeitamente correto, sua experiência de compra é um sucesso e ele passa a desejar comprar ali outra vez. O resultado de toda esta movimentação é lucro e crescimento para a empresa.

Pequenas empresas como Automatizar vendas atacado e varejo

By | e-commerce, ERP, Financeiro

Muitos especialistas afirmam que o Brasil é um país empreendedor e que esta é uma de suas características mais marcantes no mundo dos negócios. De fato, a partir da criatividade latente do brasileiro e de seu espírito trabalhados, diversas empresas surgem a todo o momento, mesmo com um quadro econômico instável. As pequenas empresas movimentam, quando somadas, uma parcela significativa da economia, de modo que devem ser sempre incentivadas.

O pequeno empreendedor enfrenta muitos obstáculos para ver seu negócio saudável e lucrativo. Para que sempre caminhe para frente, é preciso ter conhecimento e estar antenado para superar todas as burocracias e dominar o dia a dia da empresa. Na hora de organizar as vendas, seja no atacado ou no vareja, é importante contar com um sistema capaz de automatizar este processo.

Automatizar é descentralizar as funções

Um pequeno empreendedor muitas vezes se encontra sobrecarregado devido ao acúmulo de funções. Quando uma empresa é pequena, ela não conta com muitos funcionários à disposição. Uma mesma pessoa está responsável por produzir o produto ou o serviço, captar clientes, anotar pedidos, despachar ou atender as demandas, prover o marketing e lidar com as tarefas administrativas. São muitas funções e poucas pessoas para desempenharem. A automatização de alguns destes processos age para facilitar o dia a dia e potencializar as vendas.

Esta automatização acontece a partir de um software de gestão, baseado no sistema ERP e facilmente aderido através da internet. Dentre algumas de suas aplicabilidades essenciais para vendas mais assertivas estão a agilização e a otimização das atividades e informações. Como exemplos de algumas funções básicas estão o controle de estoque, a emissão de relatórios, o controle dos gastos e contas, emissão de notas fiscais e a visualização passo a passo das vendas e do processo de produção.

Para o pequeno empreendedor, esta oportunidade de automatizar algumas funções traz alívio, conforto e liberdade para se concentrar no que realmente é necessário: a produção. Estes sistemas de gestão através do ERP são acessados através de dispositivos de smartphones, tablets e computador. Dentro deste portal ou painel, o dono da pequena empresa e seus funcionários podem compreender, de maneira rápida e dinâmica, todo o desempenho do negócio através de indicadores.

Automatizar é ter a oportunidade de conhecer melhor a empresa

Os indicadores são desenvolvidos a partir da necessidade do cliente. Existe os mais comuns a serem usados, mas outros podem ser incluídos. Assim, temos mais uma vantagem de procurar automatizar o processo de venda de seus produtos, estes sistemas se adaptam tanto a um modelo de varejo, como a um modelo de atacado. Trata-se de um auxiliar completo e completamente relacionado com a realidade enfrentada pelo micro e pequeno empreendedor, atendendo às específicas necessidades da empresa.

Os resultados se apresentam cada vez mais positivos, ratificando a importância de contar com a automatização. As notícias que chegam estão relacionadas principalmente com o aumento das vendas e da lucratividade, que é tudo o que um pequeno empreendedor quer. Visando o crescimento profissional e de sua empresa, pode-se atender pedidos de diversas regiões do país e pedidos de grandes quantidades. Saber administrar toda esta demanda precisa de prática e experiência, mas se houver a ajuda de sistemas de gestão automatizados, fica muito melhor.

O que é E-Commerce?

By | e-commerce

O e-commerce, que em português significa comércio eletrônico, é uma modalidade de comércio que realiza suas transações financeiras por meio de dispositivos e plataformas eletrônicas, como computadores e celulares. Um exemplo deste tipo de comércio é comprar ou vender produtos em lojas virtuais.

No início, o e-commerce era utilizado basicamente para vender bens tangíveis com valores modestos, como: livros e CDs. Hoje, ele é utilizado para comercializar desde produtos que custam milhões, como: iates, carros de luxo e mansões, até produtos que há pouco tempo eram inimagináveis pela sua incompatibilidade com este tipo de comércio, como roupas, perfumes e alimentos.

Para obter sucesso na implantação do e-commerce são necessários alguns pontos críticos, dentre eles estão:

  1. Ter um sistema de Gestão integrado a Loja Virtual;
  2. Ter controle do Estoque físico;
  3. Ter no sistema de Gestão controle sobre os pedidos oriundos da Loja Virtual com o código de rastreio da transportadora ou correios;
  4. Ter Automatizado a emissão de etiquetas para embalagem dos produtos;
  5. Ter na Loja virtual local para que o cliente acompanhe o pedido.

Existem varias maneiras de realizar a implantação de uma loja virtual, a maneira que nós recomendamos é utilização da mesma estrutura da loja física para controlar a loja virtual, utilizando assim o mesmo sistema de Gestão da loja física na loja virtual.

 

Leia mais em: http://www.rafaelfelipesantos.com.br/10-dicas-de-ecommerce-sebrae/

 

Solicitar Orçamento

×