SPED Reinf – MS0015

By | SPED Reinf

MS0015 – Deve ser utilizado certificado digital do tipo e-CNPJ ou e-PJ cujo CNPJ base seja o mesmo do contribuinte responsável pela informação, ou do tipo e-CPF ou e-PF cujo CPF pertença ao representante legal do contribuinte ou qualquer certificado que pertença a um procurador devidamente habilitado no sistema de Procuração Eletrônica da RFB..

Solução: Referente a esta rejeição, o certificado do e-Cnpj do empresa precisa ter poder total sobre todas as declarações. Se o certificado for só liberado o eSocial, por exemplo, não ira funcionar o envio do EFD-REINF.

Exemplo do certisign do que pode ser liberado o certificado digital https://www.certisign.com.br/certificado-digital/indicacao-uso

O certificado deverá estar habilitado para realizar o envio do EFD-REINF.

Se o certificado possui todas as permissões necessárias, a empresa deverá entrar em contato com a Receita para verificar essa situação e motivo da mesma não estar aceitando o certificado utilizado. Visto que todas as informações do certificado estariam corretas e o Suporte não tem como apoiar nessa situação

Pequenas empresas como Automatizar vendas atacado e varejo

By | e-commerce, ERP, Financeiro

Muitos especialistas afirmam que o Brasil é um país empreendedor e que esta é uma de suas características mais marcantes no mundo dos negócios. De fato, a partir da criatividade latente do brasileiro e de seu espírito trabalhados, diversas empresas surgem a todo o momento, mesmo com um quadro econômico instável. As pequenas empresas movimentam, quando somadas, uma parcela significativa da economia, de modo que devem ser sempre incentivadas.

O pequeno empreendedor enfrenta muitos obstáculos para ver seu negócio saudável e lucrativo. Para que sempre caminhe para frente, é preciso ter conhecimento e estar antenado para superar todas as burocracias e dominar o dia a dia da empresa. Na hora de organizar as vendas, seja no atacado ou no vareja, é importante contar com um sistema capaz de automatizar este processo.

Automatizar é descentralizar as funções

Um pequeno empreendedor muitas vezes se encontra sobrecarregado devido ao acúmulo de funções. Quando uma empresa é pequena, ela não conta com muitos funcionários à disposição. Uma mesma pessoa está responsável por produzir o produto ou o serviço, captar clientes, anotar pedidos, despachar ou atender as demandas, prover o marketing e lidar com as tarefas administrativas. São muitas funções e poucas pessoas para desempenharem. A automatização de alguns destes processos age para facilitar o dia a dia e potencializar as vendas.

Esta automatização acontece a partir de um software de gestão, baseado no sistema ERP e facilmente aderido através da internet. Dentre algumas de suas aplicabilidades essenciais para vendas mais assertivas estão a agilização e a otimização das atividades e informações. Como exemplos de algumas funções básicas estão o controle de estoque, a emissão de relatórios, o controle dos gastos e contas, emissão de notas fiscais e a visualização passo a passo das vendas e do processo de produção.

Para o pequeno empreendedor, esta oportunidade de automatizar algumas funções traz alívio, conforto e liberdade para se concentrar no que realmente é necessário: a produção. Estes sistemas de gestão através do ERP são acessados através de dispositivos de smartphones, tablets e computador. Dentro deste portal ou painel, o dono da pequena empresa e seus funcionários podem compreender, de maneira rápida e dinâmica, todo o desempenho do negócio através de indicadores.

Automatizar é ter a oportunidade de conhecer melhor a empresa

Os indicadores são desenvolvidos a partir da necessidade do cliente. Existe os mais comuns a serem usados, mas outros podem ser incluídos. Assim, temos mais uma vantagem de procurar automatizar o processo de venda de seus produtos, estes sistemas se adaptam tanto a um modelo de varejo, como a um modelo de atacado. Trata-se de um auxiliar completo e completamente relacionado com a realidade enfrentada pelo micro e pequeno empreendedor, atendendo às específicas necessidades da empresa.

Os resultados se apresentam cada vez mais positivos, ratificando a importância de contar com a automatização. As notícias que chegam estão relacionadas principalmente com o aumento das vendas e da lucratividade, que é tudo o que um pequeno empreendedor quer. Visando o crescimento profissional e de sua empresa, pode-se atender pedidos de diversas regiões do país e pedidos de grandes quantidades. Saber administrar toda esta demanda precisa de prática e experiência, mas se houver a ajuda de sistemas de gestão automatizados, fica muito melhor.

NFE 4.0 e ERP Web Posseidom

By | NF-e, POSSEIDOM, SPED

A nova versão da Nota Fiscal, a NFe 4.0, entra em vigor em 02 de agosto de 2018, com novo layout/leiaute, campos de preenchimento e regras de validação e assim sendo a clientes que já utilizam nosso ERP WEB Posseidom não terão que se preocupar com o sistema operacional utilizado nas sua maquinas, nosso sistema pode ser executado em Windows, Linux ou MacOS, contudo existem alguns pontos que devem ser observados.

Produtos devem estar com o código EAN (Código de Barras) corretamente informados.

Produtos farmacêuticos devem ser informados os dados do lote e validade.

Quais são as principais mudanças da NF-e 4.0?

Protocolo TLS 1.2: O uso do protocolo SSL como padrão de comunicação será abandonado a partir da NF-e 4.0. De agora em diante, será adotado o padrão TLS 1.2 ou superior. A medida tem como objetivo tornar todo o processo mais seguro.

Vendas ambulantes: a partir de agora, a opção “Operação presencial, fora do estabelecimento” fica disponível. Ela é destinada às vendas ambulantes, cada vez mais comuns no comércio atual.

Fundo de Combate à Pobreza (FCP): em operações com Substituição Tributária, será possível identificar o valor do percentual de ICMS nos campos de preenchimento do FCP, seguindo o que determina o Ato das Disposições Constitucionais Transitórias da Constituição Federal em seu artigo 82.

Indicador de Pagamento: o campo agora passa a fazer parte do Grupo de Informações de Pagamento, com o valor do troco sendo incluído, além da forma de pagamento utilizada (cartão de débito ou crédito, dinheiro, cheque ou vale-alimentação).

Rastreabilidade de Produto: um novo grupo que vai permitir que produtos sujeitos a algum tipo de restrição sanitária sejam rastreados.

Medicamentos: criação de um campo específico para medicamentos, onde deve ser informado o código da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Grupo X-Informações do Transporte da NF-e: criação de duas novas modalidades nesse campo: Transporte Próprio por Conta do Remetente e Transporte Próprio por Conta do Destinatário.

Grupo Total da NF-e: um novo campo no qual será apresentado o valor total de Impostos sobre Produtos Industrializados (IPI), usado em caso de mercadoria devolvida por parte de estabelecimentos que não contribuam com o referido imposto.

 

NFe 4.0 não vai funcionar no Windows XP e Vista

By | POSSEIDOM, SPED

NFe 4.0 não vai funcionar no Windows XP e Vista

A nova versão da Nota Fiscal, a NFe 4.0, entra em vigor em 02 de agosto de 2018, com novo layout/leiaute, campos de preenchimento e regras de validação e assim sendo a NFe 4.0 não vai funcionar no Windows XP e Vista!

Muitos usuários terão que se adequar antes do prazo, pois a mudança do layout/leiaute irá impactar muitos deles, sendo que a NFe 4.0 não funcionará em Windows XP e Vista.

NFe 4.0

As alterações de leiaute da NFe são feitas, geralmente, a cada três ou quatro anos, afim de cumprir atualizações de leis e normas técnicas.

A versão 3.10 está em vigor desde 2014, e a partir do primeiro semestre de 2018 a versão 4.0 já estará em ambiente de produção, substituindo a versão antiga, NFe 3.10, em Julho de 2018 – de acordo com a norma técnica do governo.

Porque a NFe 4.0 não funcionará em Windows XP e Vista?

O Windows Vista e XP são sistemas operacionais que não possuem suporte ao protocolo TLS (Transport Layer Security – Segurança da Camada de Transporte) na sua versão 1.2 ou superior.

Ou seja, na versão NFe 4.0 não será permitida a comunicação via protocolo SSL (Secure Sockets Layer – Protocolo de Camada de Segurança). Apenas o protocolo TLS 1.2 ou versão superior será permitida e autorizada.

O que são os protocolos TLS e SSL?

O SSL e TLS (sucessor do SSL), são protocolos de criptografia para internet, que permitem comunicação segura entre um computador e um servidor, para utilizar serviços da internet, sejam esses, navegar por páginas de web até pagamentos de contas via internet.

Conclusão sobre a NFe 4.0

Se sua empresa utiliza alguns desses sistemas operacionais, Windows Vista ou Winsdows XP, é necessário migrar para o Windows 7 SP1 ou uma versão superior (8, 8.1 ou 10), para poder emitir notas fiscais.

É recomendável que essa mudança seja feita antecipadamente, para que não haja contratempos de última hora e a empresa fique sem emitir notas fiscais.

Para rodar no Windows 7 é necessário que tenha sido instalado o service pack 1 e estar 100% atualizado para que ele seja compativel com o TLS 1.2

Verifique também se o TLS 1.2 está ativado no seu navegador. Caso estiver utilizando o IE, navegue até em Opções da Internet -> Avançadas, e confira se a opção Usar TLS 1.2 está marcada, conforme demonstrado na imagem abaixo.

 

Um outro motivo também que deve-se atentar, são sistemas que utilizam o .NET Framework do Windows, pois algumas versões também não são compatíveis com o protocolo TLS 1.2.

Confira abaixo as versões do Microsoft .NET Framework que dão suporte ao TLS 1.2

  • .NET 4.6.2 ou superior: o protocolo .TLS 1.2 já vem como padrão;
  • .NET 4.5: TLS 1.2 é suportado, mas não é um protocolo padrão. É necessário adicionar um código via programação no sistema para ativá-lo;
  • .NET 4.0: TLS 1.2 não é suportado;
  • .NET 3.5 ou inferior: TLS 1.2 não é suportado.

Versão do Windows x TLS 1.2

Versão do Windows TLS 1.2
Windows XP nao
Windows Server 2003 nao
Windows Vista nao
Windows Server 2008 sim
Windows 7 sim
Windows Server 2008 R2 sim
Windows 8 sim
Windows Server 2012 sim
Windows 8.1 sim
Windows Server 2012 R2 sim
Windows 10 sim
Windows Server 2016 sim

 

O que é E-Commerce?

By | e-commerce

O e-commerce, que em português significa comércio eletrônico, é uma modalidade de comércio que realiza suas transações financeiras por meio de dispositivos e plataformas eletrônicas, como computadores e celulares. Um exemplo deste tipo de comércio é comprar ou vender produtos em lojas virtuais.

No início, o e-commerce era utilizado basicamente para vender bens tangíveis com valores modestos, como: livros e CDs. Hoje, ele é utilizado para comercializar desde produtos que custam milhões, como: iates, carros de luxo e mansões, até produtos que há pouco tempo eram inimagináveis pela sua incompatibilidade com este tipo de comércio, como roupas, perfumes e alimentos.

Para obter sucesso na implantação do e-commerce são necessários alguns pontos críticos, dentre eles estão:

  1. Ter um sistema de Gestão integrado a Loja Virtual;
  2. Ter controle do Estoque físico;
  3. Ter no sistema de Gestão controle sobre os pedidos oriundos da Loja Virtual com o código de rastreio da transportadora ou correios;
  4. Ter Automatizado a emissão de etiquetas para embalagem dos produtos;
  5. Ter na Loja virtual local para que o cliente acompanhe o pedido.

Existem varias maneiras de realizar a implantação de uma loja virtual, a maneira que nós recomendamos é utilização da mesma estrutura da loja física para controlar a loja virtual, utilizando assim o mesmo sistema de Gestão da loja física na loja virtual.

 

Leia mais em: http://www.rafaelfelipesantos.com.br/10-dicas-de-ecommerce-sebrae/

 

Solicitar Orçamento

×