Saiba como organizar as finanças do seu negócio

By | ERP, Financeiro, Nuvem, POSSEIDOM, Sem categoria

Entenda porque um sistema de gestão no setor contábil pode ser a solução financeira da sua empresa.

Números e métricas: como organizar as finanças empresariais com um sistema de gestão.

O objetivo das empresas é fechar no azul, gerar lucros, continuar operando, abrir filiais, consolidar a marca, entre outros fatores positivos. Porém, para que isso aconteça, é preciso que os gestores organizem suas finanças para que seja possível identificar o que está dando certo e errado. O que muitas pessoas não sabem é que já existem softwares que fazem as contas gerais de forma autônoma e podem contribuir para uma análise geral das contas corporativas. Veja abaixo como organizar as finanças do seu negócio através do sistema de gestão.

Olhando para os números
O principal foco é sempre estar atento ao que os números indicam: a quantidade de entrada e saída de produtos; os gastos com funcionários; os impostos incidentes; a viabilidade comercial de determinados serviços. Tudo isso é primordial para que a saúde financeira da empresa não seja afetada por imprevistos.

Utilizar um sistema de gestão é ter todos estes dados de forma clara. As operações financeiras são automatizadas, aumentando a segurança contábil e estabelecendo padrões. Com os números apresentados pelo software, com uma periodicidade no mínimo mensal, é possível antever se a empresa fechará no vermelho ou azul.

Autonomia ao setor de finanças
É sempre importante delegar as funções da sua empresa para quem entende do assunto. Por isso, não adianta pedir que seu melhor vendedor saiba como está o fluxo de caixa. Tampouco pedirá que o contabilista entre em contato com os clientes para oferecer um produto. É necessário que seu setor financeiro/contábil/administrativo seja o responsável por entender como estão as finanças da empresa.

Os sistemas de gestão podem ser utilizados por todos, desde o colaborador do TI até o pessoal das vendas externas. Mas, sobretudo, é no setor de finanças que ele será amplamente utilizado, pois ali moram os números e dados que mostrarão como andam as contas corporativas. Por isso, invista no seu setor integrando um sistema de gestão que facilite as coisas para os contabilistas e administradores.

Entendendo os indicadores
Você sabe o que é margem de contribuição? E ponto de equilíbrio? Bom, esses são termos comuns na área financeira das empresas, pois apontam se os produtos valem a pena continuar sendo vendidos, se há lucro líquido e quanto é necessário vender para atingir ao menos o ‘saldo zero’. São vários os termos e indicadores, por isso é necessário que você tenha conhecimento da maioria para não patinar.

Se parece complicado, invista em um sistema de gestão que mostra todos esses indicadores. Sim: é possível saber da realidade financeira através de dados que abrangem toda a estrutura da empresa. Os gastos com horas extras e o estoque excedente, por exemplo, também possuem indicadores próprios, que os softwares de gestão fazem com primazia.

Controlar as finanças nunca ficou tão fácil
É fato: hoje as empresas só têm prejuízos enormes se não olharem para o que o sistema de gestão aponta. Organizar as finanças corporativas está cada vez mais simples, pois o mundo digital permite a integração de dados, agilidade nos processos e capacitação dos setores através dos softwares integrados.

Quer arrumar agora mesmo as finanças da sua empresa? Então aposte no ERP Posseidom da DP Sistemas, que faz a análise financeira completa da sua organização, apontando onde há gasto excessivo e quais são os setores em que o investimento está dando certo. Assim, você tem mais tempo para prospectar novos clientes e expandir ainda mais sua empresa.

6 dicas para otimizar o Controle de Estoque

By | Sem categoria

Saiba como automatizar o controle do estoque e fuja dos prejuízos.

Ferramenta moderna pode ser o diferencial no controle de estoque. Veja como.

O controle de estoque é importante para que uma empresa possa funcionar de maneira orgânica. Isto porque é lá que os produtos a serem vendidos estarão concentrados, mostrando quando é necessária fazer a reposição e o que está emperrado há algum tempo. Ele permite uma eficiência maior nas vendas, contribuindo para a criação de promoções e evitando a duplicidade de itens. A DP Sistemas traz para você as 6 dicas para controlar seu estoque da melhor maneira, aumentando seus lucros e diminuindo suas preocupações. Confira.

1. Adquira um sistema de gestão
Os softwares são excelentes opções para aqueles que precisam fazer o inventário de estoque dos inúmeros itens que você pretende vender. Ele aponta o número de determinados itens, onde se encontram, qual seu prazo de validade (se for perecível) e aponta o que deve ser resposto. Conhecidos como sistemas de gestão, são ferramentas excelentes para quem não quer perder tempo preenchendo planilhas de estoques; o próprio software faz isso.

2. Prefira flexibilidade com os fornecedores
Negociar um produto não é uma tarefa fácil, pois vários fatores são levados em conta, como o preço, prazo de entrega e quantidade de itens disponíveis. Mas, uma característica é primordial para otimizar o controle de estoque: negociar com fornecedores que se adaptem a sua empresa. Ou seja: prefira aqueles que repõem o que você necessita de imediato, e não aqueles que fazem vendas por períodos.

3. Coloque um responsável pelo estoque
É importante ter alguém que responda pelos produtos. Pessoas da área administrativa são recomendadas, pois entendem de como funcionam os fluxos dos estoques, permitindo que menos produtos possam ser extraviados. A dica aqui é fazer com que o profissional responsável utilize o sistema de gestão, eliminando a possibilidade de erros a quase 0.

4. Controle periodicamente
Um bom estoque tem alta rotatividade de produtos. Por isso, é importante acessar seu software de gestão num período de no máximo 15 dias, para ver se tudo está de acordo com o previsto. Gestores que analisam periodicamente seus itens a disposição tendem muito mais a perceber desvios e falhas no controle do estoque.

5. Organize os produtos de acordo com sua característica
É evidente que as coisas nos lugares certos tendem a fazer com que os processos sejam mais efetivos. Mas, por incrível que pareça, alguns gestores ainda têm dificuldade de fazer um controle de itens de acordo com sua especificação. Busque deixar materiais correlacionados um próximo do outro, ou organize por ordem alfabética.

6. Saiba o espaço que tem para utilizar
É importante que você entenda qual é o limite de produtos que seu estoque suporta. Isto contribui para que itens não fiquem um sobre os outros, estragando-os. Use o sistema de gestão, depois de definir seu espaço, para limitar até onde você pode estocar o que irá vender. Assim, você terá menos prejuízos com avarias e mais lucro com um bom controle de estoque.

Otimize a automatize as funções
A DP Sistemas oferece o ERP Posseidom, software que disponibiliza vários serviços de maneira automática e integrada. Entre eles está um eficiente controle de estoque, que permite um inventário rápido, fácil e que pode ser acessado de onde quiser. Gostou? Então confira essas e outras vantagens do ERP Posseidom e não perca mais nenhum produto no seu estoque.

7 vantagens de ter um Sistema de Gestão Web em sua empresa

By | ERP, Nuvem, POSSEIDOM

Consolide dados, integre setores, aumente os lucros: as vantagens do sistema de gestão web.

Conheça os principais benefícios de um sistema de gestão web para sua empresa.

Os sistemas de gestão web são ferramentas modernas que aliam praticidade com desempenho. Elas integram todos os dados da empresa, aproximando setores, diminuindo custos e minimizando os erros. Plataformas como a ERP Posseidom, da DP Sistemas, são ideais para qualquer tipo de empresa – desde o microempreendedor até grandes corporações. Isto porque ela oferece inúmeras vantagens e, neste artigo, vamos explorar os 7 benefícios de aplicá-la na sua organização.

1. Dados consolidados
O sistema de gestão permite que todos os dados da sua empresa – financeiro, contábil, administrativo, comercial, fiscal, entre outros – estejam disponíveis em apenas uma plataforma. Isto facilita o processo de análise por parte dos gestores, permitindo que seja possível encontrar onde as ações devem ser concentradas.

2. Integração entre setores
Outro fator preponderante que coloca o sistema de gestão como uma ferramenta única é a capacidade de integrar todos os setores da empresa. E são todos mesmo: da área administrativa ao pessoal das vendas, cada setor pode se comunicar entre si através do sistema, facilitando e agilizando os processos.

3. Análise de indicadores
Para quem enfrenta dificuldades em fechar no azul, o sistema de gestão, como o ERP Posseidom, pode apontar quais são os motivos da empresa ter prejuízos ou quais produtos não estão saindo. Ela dá dados consolidados sobre ponto de equilíbrio, margem de contribuição e outros indicadores que facilitam a vida do gestor no momento de ver o que está dando certo ou errado.

4. Reduz o trabalho manual
Não é necessário muito material humano para desempenhar as funções que o sistema de gestão web realiza de forma automatizada. Isto, além de gerar economia na contratação de pessoal, reduz a necessidade de os colaboradores despenderem tempo para situações como análise de estoque, permitindo uma produtividade ainda mais aguda.

5. Permite o acesso remoto
Quem é gestor vê muitas dificuldades de entender o que acontece em sua empresa quando está em viagem, por exemplo. Felizmente, o sistema de gestão web, como o ERP Posseidom, permite o acesso remoto, onde o empresário poderá acessar os dados da empresa, e outros indicadores, de onde estiver, delegando objetivos e resolvendo problemas sem a necessidade de estar presente.

6. Aumenta os lucros
Todas as funções do sistema de gestão web buscam otimizar os processos e fazer com que a administração empresarial seja facilitada. Isto permite que os setores conversem entre si e possam ter um relacionamento mais próximo com o cliente, aumentando as vendas. Também, a plataforma permite que você entenda onde está escorrendo os dividendos da sua empresa e como corrigir, trazendo mais dinheiro para o caixa.

7. Controla o estoque
Muitas empresas têm problemas de controlar o estoque, devido à alta demanda que eles geram. Com o sistema de gestão web, isto é facilitado, pois os dados sobre todos os produtos estarão presentes no programa, permitindo com que os itens no depósito não se percam e que a reposição possa ser feita logo após acabar o estoque.

Invista em um sistema de gestão
Quem é líder de mercado sabe da importância de um sistema de gestão web. Por isso, cada vez mais empresas estão investindo nesta plataforma completa, que contribui para que uma organização possa crescer e expandir. Com a DP Sistemas você adquire o ERP Posseidom, que tem inúmeras funções, como as descritas acima, permitindo uma repaginada na sua empresa. Conheça, confira e confie em quem está há mais de 30 anos no mercado da informática.

O que é e para que serve o sistema ERP?

By | ERP, POSSEIDOM

ERP integra todos os setores da empresa e pode ser um mecanismo lucrativo. Veja como.

Entenda porque mais empresas vem utilizando o sistema ERP.

O Enterprise Resource Planning (do português Planejamento dos Recursos da Empresa), conhecido como ERP, é um sistema informático que busca integrar a gestão empresarial. Ele oferece inúmeros recursos, como controle de estoque, ordens e folhas de pagamentos para funcionários, balanço contábil, faturamentos, fluxo de caixa, entre inúmeros fatores. Geralmente apresentado como um software, é um dos principais programas utilizados pelas empresas em todo o mundo para gerenciar suas organizações.

Ele atua fazendo processos que as pessoas levariam horas para cumprir, contribuindo para inúmeros setores: contabilidade, administração, operações, vendas, comercial e até mesmo social media. Isto porque ele pode ser acessado por todos os colaboradores, inclusive de forma remota, possibilitando a integração de tudo que acontece na empresa. Em resumo, é aquele chefe que sabe de tudo, mas não dá ordens.

Geralmente é dividido em três ‘camadas’: a aplicação, onde há o preenchimento de dados de todas as informações a serem integradas pela empresa; o banco de dados, que extrai todas as informações colocadas na aplicação e transforma isto em, basicamente, uma central de pesquisa de informação; e o processamento, que ditará como será gerido o próprio programa, ou seja, adaptando-o a melhor maneira de interesse dos gestores.

O maior destaque fica por conta da flexibilidade dos processos. Por exemplo, você pode implementar o ERP nos setores de administração e vendas. Cada um terá uma plataforma de acordo com sua função. O vendedor poderá cadastrar os produtos vendidos através do seu sistema. Com o ERP, a administração tem acesso a esses dados, permitindo que os processos sejam muito mais dinâmicos.

Este sistema também contribui no controle de gastos e análise espacial das contas da empresa. Primeiro, ele aponta onde a organização está despendendo mais dinheiro; na sequência, aponta quais produtos estão gerando uma lucratividade percentual maior; por fim, eles são colocados lado a lado, podendo ser possível a análise de indicadores como a margem de contribuição de uma empresa.

Outro fator primordial é que o estoque fica muito mais dinâmico com o ERP. Ele permite um controle efetivo, não deixando que os produtos se percam ou passem do prazo de vendas, trazendo prejuízos para a empresa. Neste mesmo ponto, ele diminui a incidência de erros, pois o controle é feito automaticamente pelo programa.

Este software que une tecnologia, comodidade e praticidade é a nova forma das empresas encararem as gestões empresariais. Um grande número de pessoas para fazer a análise e controle dos números organizacionais já não é mais necessário com o ERP. Isto ajuda para que a empresa otimize seus ganhos, utilize melhor seu espaço físico e possa crescer de acordo com o que o sistema aponta. Simples, não?

Conheça o ERP Posseidom
Sabendo das vantagens do ERP, é o momento de procurar um software que se encaixe nas suas necessidades. Para isso, é importante contratar um serviço de quem entende do assunto. E a DP Sistemas, há mais de 30 anos no mercado, tem o sistema ideal para você: o ERP Posseidom.

Sua dinâmica oferece inúmeras funções: ordem de serviço, gestão de contratos e nota fiscal de serviço (NFS-e); compras, vendas e estoque; receitas, despesas, caixa, banco, contas a pagar e receber; livros fiscais; contabilidade; automação, força de vendas, crédito/fidelização/frota; entre outras. Conheça nosso produto e comprove: a eficácia de uma empresa passa pelo ERP.

Software de gestão nas nuvens

By | Nuvem

Assim como aconteceu na área pessoal, agora acontece o lado empresarial, mas afinal o que uma empresa ganha ao colocar na nuvem as informações da empresa ? O principal ponto é a liberdade de acessar as informações de qualquer local dentro e fora da empresa.

Segurança das informações é tão ou mais forte do que  em servidores dentro da empresa os acessos são controlados através de senhas e sempre podem existir restrições quanto a origem deste acesso.

Outro ponto muito importante da Computação nas nuvens é a escalabilidade, ou seja a capacidade aumentar de capacidade de processamento conforme a necessidade.

Assim como os grandes serviços de armazenamento ganharam a confiança, agora a DP Sistemas começa a mostrar sua eficiência hospedando as aplicações e os dados nas nuvens.

Quer saber mais :  https://goo.gl/FtzuOv

Por Sam Johnston – http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/b/b5/Cloud_computing.svg, CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=28083204

SPED REINF

By | SPED

A DP Sistemas já esta trabalhado no desenvolvimento do módulo SPED-REINF, este será obrigatório a partir de Janeiro/2018.

O que é este SPED REINF?

A Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais EFD-Reinf é um dos módulos do Sistema Público de Escrituração Digital – SPED, a ser utilizado pelas pessoas jurídicas e físicas, em complemento ao Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas – eSocial.
Tem por objeto a escrituração de rendimentos pagos e retenções de Imposto de Renda, Contribuição Social do contribuinte exceto aquelas relacionadas ao trabalho e informações sobre a receita bruta para a apuração das contribuições previdenciárias substituídas. Substituirá, portanto, o módulo da EFD-Contribuições que apura a Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta (CPRB).
A EFD-Reinf junto ao eSocial, após o início de sua obrigatoriedade, abre espaço para substituição de informações solicitadas em outras obrigações acessórias, tais como a GFIP, a DIRF e também obrigações acessórias instituídas por outros órgãos de governo como a RAIS e o CAGED.
Esta escrituração está modularizada por eventos de informações, contemplando a possibilidade de múltiplas transmissões em períodos distintos, de acordo com a obrigatoriedade legal.
Dentre as informações prestadas através da EFD-Reinf, destacam-se aquelas associadas:
  • aos serviços tomados/prestados mediante cessão de mão de obra ou empreitada;
  • às retenções na fonte (IR, CSLL, COFINS, PIS/PASEP) incidentes sobre os pagamentos diversos efetuados a pessoas físicas e jurídicas;
  • aos recursos recebidos por / repassados para associação desportiva que mantenha equipe de futebol profissional;
  • à comercialização da produção e à apuração da contribuição previdenciária substituída pelas agroindústrias e demais produtores rurais pessoa jurídica;
  • às empresas que se sujeitam à CPRB (cf. Lei 12.546/2011);
  • às entidades promotoras de evento que envolva associação desportiva que mantenha clube de futebol profissional.

mais informações: http://sped.rfb.gov.br/projeto/show/1196

Caso tenha algum outro sistema implantado na sua empresa, existe a possibilidade de importação para aproveitamento dos dados ?

By | FAQ

O cliente também poderá importar todo o cadastro de produtos e serviços. Primeiramente faríamos uma avaliação da linguagem de banco existente no sistema atual, atribuiremos um levantamento do custo de importação e utilizaremos uma ferramenta, a partir dos dados disponibilizados por sistemas de terceiros ou fontes de dados, e dentro de um escopo definido pelo processo de migração, com a função de relacionar os dados de origem a sua entidade correspondente no banco de dados. Finalizando este processo, faremos um acompanhamento na conferência dos dados importados.

Por que devo utilizar o ERP WEB Posseidom ?

By | Sem categoria

Através deste sistema o usuário terá uma visão administrativa mais ampla que contará com acesso ao cadastro de clientes, produtos, fornecedores, vendedores, cartão fidelidade, relatórios, financeiro, caixa, entrada de notas através de arquivos XML emitidos pelos fornecedores, Tesouraria e outras funcionalidades a mais especificadas nas telas seguintes. Via de regra podemos apontar como vantagens que o Posseidom possui:

  • Ajudar na comunicação interna;
  • Agilizar a execução de processos internos;
  • Diminuir a quantidade de processos internos;
  • Evitar erros humanos – em cálculos de tributos e pagamentos, por exemplo;
  • Ajudar na tomada de decisões;
  • Auxiliar na elaboração de estratégias operacionais;
  • Agilizar a obtenção de dados referentes a determinados cenários;
  • Diminuir o tempo de entrega do produto ou serviço ao cliente;
  • Ajudar a lidar com grandes volumes de informação;
  • Evitar trabalho duplicado;
  • Fazer com que a empresa se adapte melhor a mudanças no mercado e na legislação.
Solicitar Orçamento

×