Saiba como fazer a retenção de clientes através de um sistema de fidelização

By | CRM, POSSEIDOM

Conquistar novos clientes é, certamente, um dos maiores desafios das empresas, mas ainda mais desafiador que isso é retê-lo, ou seja, mantê-lo fiel à marca, fidelizando-o. Quando uma organização consegue fidelizar o cliente, ela certamente cresce de forma bem mais rápida, pois sabe que tem aquele público fiel que está sempre comprando seus produtos e serviços e, até mesmo, fazendo marketing espontâneo.

Uma das maneiras de alcançar a lealdade do cliente é adotando um sistema de fidelização. Para saber como fazer a retenção por meio dessa solução, acompanhe a leitura!

O que é um sistema de fidelização?

Podemos entender por sistema de fidelização a estratégia adotada pela marca com o objetivo de fazer com que o cliente se sinta mais satisfeito, seja pelo atendimento oferecido, seja pelos produtos ou serviços que adquiriu. Mas não só isso! É o sistema que tem a finalidade de fazer com que o cliente retorne ao estabelecimento.

A título de curiosidade, podem-se encontrar diversos sistemas de fidelização, como, por exemplo, a marca que entrega ao cliente um cartão fidelidade, o qual à medida que o consumidor frequenta a empresa, adquirindo seus produtos e serviços, recebe um carimbo. Quando essa marcação chega a um limite, digamos que 10, o cliente recebe um produto ou serviço gratuito, como uma forma de compensá-lo pela lealdade.

Esse é apenas um exemplo. Outro que podemos dar é o caso das companhias aéreas que dão pontos aos seus clientes pelas viagens que fizeram. Quando o cliente atinge certa quantidade de pontos, pode trocá-los por produtos e serviços.

Como reter o cliente através de um sistema de fidelização?

Mas, e então, como reter o cliente através de um sistema de fidelização? O ideal é desenvolver um planejamento com o objetivo de garantir que o sistema de fidelização seja bem aceito e, assim, cumpra a sua missão. Portanto, como ponto de partida, desenvolva um bom planejamento que contenha ações estratégicas e bem desenhadas para garantir que o sistema de fidelização seja bem divulgado e, dessa maneira, consiga atrair clientes e fidelizá-los.

Algumas ações que podem ser adotadas para garantir que o cliente conheça o sistema de fidelização e, assim, o acolha, são:

• Fazer um site para o sistema de fidelização, de forma que assim o cliente tenha acesso a informações essenciais sobre o programa de fidelização, como, por exemplo, os brindes ou ofertas a que ele tem direito caso recepcione o sistema;

• Orientar os funcionários da sua empresa a falar sobre o sistema de fidelização, de forma que assim o cliente se sinta atraído a acolhê-lo;

• Divulgar o sistema de fidelização nas redes sociais, com o objetivo de fazer com que ele alcance mais clientes e, assim, seja um sucesso.

Depois que alcançar um bom número de clientes, não tem outro caminho, a não ser monitorar o sistema de fidelização, de forma a fazer com que os seus associados fiquem satisfeitos. Para isso, não se esqueça de dar bons e atraentes brindes.

Agora que sabe o básico para garantir que o seu sistema de fidelização cumpra a sua missão, ou seja, reter clientes, implante-o em sua empresa. Gostaria de fazer isso agora? Contate-nos!

Como um sistema de gestão pode reduzir custos no processo administrativo da sua empresa

By | ERP, Financeiro, gestao, POSSEIDOM

Cuidar das questões administrativas de uma empresa pode ser para lá de desafiador. Em meio a tantas informações e burocracias do dia a dia, ter um sistema de gestão pode melhorar a organização e cortar custos e mecanismos desnecessários.

O sistema de gestão também é conhecido como Enterprise Resource Planning (EPR). Em tradução livre, significa Sistema Integrado de Gestão Empresarial. Entenda os pontos que esse software pode integrar e automatizar:

• Valores que entraram em caixa e demais questões das vendas;

• Gestão de produção e logística, bem como compras e estoque;

• Gerenciamento de finanças, tanto na contabilidade, quanto fiscalização;

• Controle dos procedimentos de Recursos Humanos.

Geralmente toda empresa já não tem setores responsáveis para cada um desses itens? O que muda de fato com um sistema de gestão?

Sincronia de informações

Embora as empresas tenham setores que cuidam dos itens mencionados, elas ainda lidam com o desafio de fazer uma integração da comunicação. Já parou para pensar no tanto de informações que são perdidas entre os setores?

Como há uma série de processos internos em um empreendimento, pode haver uma série de mal entendidos quando os setores estão desconexos. Já ouviu falar em falha de comunicação? Além disso, há uma série de procedimentos que podem ocorrer com repetições desnecessárias por causa dessa confusão toda.

Nesse sentido, o sistema de gestão é recomendado justamente para ter uma base de dados integrados entre todas as partes da organização. Não vai mais acontecer de haver perdas de informações e contradições, ou seja, nada de retrabalho.

Ao passo que as inutilidades são arrancadas, tal qual ervas daninhas, a tendência é um aumento da produtividade e eficiência. Logo, todos os atos de controles paralelos e planilhas eletrônicas estão com os dias contados.

Aplicação

Como o objetivo do seu sistema de gestão é tornar a visualização de todas as informações da empresa mais fácil e rápida, requer um bom planejamento. Sendo assim, cada EPR deve ser desenvolvido de acordo com a realidade da instituição que o solicita. Por isso, o primeiro passo na hora de escolher o EPR é levantar todos os requisitos da organização. Tudo aquilo que faz parte de sua realidade, protocolos e padrões devem ser verificados com atenção.

Após o levantamento e análise desses requisitos, vem o projeto e a implementação do sistema de gestão. Tanto a equipe de administração, quanto os desenvolvedores do software devem estar alinhados para a obtenção da aplicação que atenda todos os itens.

Depois de finalizado e implantado, o EPR permitirá que a sua gestão tenha mais controle de todos os detalhes, além de fazer as pontes necessárias entre os departamentos. Dá até para ter um olhar redobrado sobre os prazos a serem cumpridos.

Lembra-se de quando os documentos ficavam sendo mexidos e remexidos de forma repetida? Daquelas planilhas eletrônicas que precisavam passar por várias etapas? Ou do excesso de boca a boca? A partir do momento que o sistema de gestão estiver aplicado, todas as informações estarão centralizadas em uma nuvem. Além disso, o acesso pode ser possível até com dispositivos móveis.

Como sistemas ERP web reduzem custos

By | ERP, POSSEIDOM

O Enterprise Resource Planning (sistema de gestão empresarial), popularmente conhecido como ERP, traz inúmeras vantagens agregadas às empresas que adotam esse recurso. Além de entender a escala de produtividade, centralização e automatização de processos, os gestores precisam compreender como sistemas ERP web reduzem custos.

Há uma série de fatores que explicam que módulos online do gênero ajudam a fechar a onerosa torneira de gastos corporativos. Mas, como isso se dá na prática e ajuda no meu negócio? É disto que falaremos no artigo, apontando como sistemas ERP web reduzem custos – adotando, agora mesmo, este modelo moderno e assertivo no seu negócio.

Vantagens para o setor financeiro

O coração de uma empresa é o setor financeiro. Através dele controlam-se questões como fluxo de caixa, entradas e saídas, indicadores e métricas como o ponto de equilíbrio, entre outros. Um sistema ERP web contribui efetivamente nessa área e os motivos podem ser entendidos da seguinte forma:

– Há a centralização e automatização de processos, diminuindo a incidência de erros humanos feitos de forma manual, aumentando a eficiência da gestão de dados financeiros;

– Um sistema ERP web permite a aproximação das contas de outros setores na empresa, ou seja, é possível acompanhar o desempenho das finanças desde as vendas, passando pelo RH até o estoque;

– Criam-se, de forma eficiente e integrada, planejamentos orçamentários, além da interface, fácil e intuitiva, permite mensurar análises e projeções do negócio, impedindo que valores possam passar despercebidos;

– Não é preciso contratar inúmeros profissionais para cuidar das suas finanças; colaboradores que tenham domínio do ERP web, através dos recursos do sistema, podem fazer o trabalho que antes seria designado a várias pessoas.

Integração e otimização interna

Outros dois pontos nos mostram como sistemas ERP web reduzem custos. A integração de processos, que impede que dados fiquem esparsos – o que não fecha a conta; e a otimização interna das rotinas produtivas, aumentando a produtividade e, consequentemente, diminui-se o gasto de contratações ‘extras’ ou terceirização de serviços.

Esse é um ponto indispensável, principalmente por empresas que mantém uma infraestrutura física que onera as contas. Além disso, processos manuais ou até mesmo em sistemas ERP que não tenham o módulo web, diminuem as possibilidades e aumentam o tempo de resposta.

Controle de insumos

O estoque é a dor de muitos empresários, gerando mais custos que o necessário. Além disso, há a possibilidade de itens serem perdidos, furtados ou extraviados. Com um sistema ERP web, isso tudo é coisa do passado: há a gestão efetiva, centralizada e controlada de todos os insumos da sua empresa. Diminui-se, também, o gasto com um software específico para fazer esse trabalho – já que o ERP possui essa funcionalidade.

Integral e remoto

Por fim, quantas oportunidades de negócio foram perdidas por não possuir os dados da sua empresa em uma reunião externa? Isso é um gasto agregado e a perda de uma potencial receita. Com o ERP web é possível ter acesso remoto aos dados do seu negócio e de forma integral, ampliando as possibilidades comerciais. Tudo sem nenhum custo adicional.

Atualmente o sistema ERP web deixou de ser uma opção para pequenas, médias e grandes empresas, tornando-se uma necessidade. Conhecer suas funcionalidades – como as formas que ele ajuda a reduzir custos – trazem vantagens agregadas e, principalmente, torna-se um diferencial competitivo em relação às empresas que não utilizam o software.

3 razões para você implementar hoje mesmo um ERP no seu negócio

By | ERP, POSSEIDOM

O ERP é o Sistema Integrado de Gestão Empresarial utilizado pelas empresas para aprimorar o gerenciamento, a administração e a operação de seus negócios. Hoje em dia, em um mercado cada vez mais competitivo, garantir uma gestão de qualidade é fundamental e, para isso, o ERP faz a diferença.

Nesse artigo, iremos lhe mostrar 3 boas razões para implementar hoje mesmo um ERP em seu negócio. Confira!

1. Aumento exponencial de performance

Em todo empreendimento, ter uma boa performance é fundamental, e isso só é tangível através de boa gestão.

Empresas que investem em um ERP contam com uma substancial otimização de processos, que permite automatização de ações na administração dos negócios, criando uma cultura de excelência e modernidade no negócio.

Além disso, a otimização e a agilidade dos negócios permitem que a empresa consiga operar com um custo bem mais reduzido, possibilitando assim uma redução de preços para o consumidor que propicia melhor competitividade no mercado.

2. Crescimento sustentável no mercado

Uma pesquisa realizada pelo instituto IDG Research Services apontou que empresas que usam ERP em sua gestão crescem até 35% mais rápido do que empreendimentos que não utilizam esta tecnologia ainda.

Isso significa que uma empresa que investe em ERP cresce em 8 meses o que uma empresa sem ERP leva um ano inteiro para se desenvolver. É um investimento rentável, que garante retorno e renda para o empreendimento.

Além disso, esse é um crescimento sustentável, estável. Há vários exemplos de empresas que experimentam um crescimento exponencial, mas não mantém seu padrão de qualidade com a expansão, tornando-se caras, ineficientes e insolúveis.

Com as informações em tempo real geradas e centralizadas pelo programa ERP, a sua empresa pode ter um crescimento saudável e sustentável, baseando todas as decisões estratégicas em dados reais, precisos e organizados de maneira lógica e inteligente.

3. Equilíbrio fiscal, tributário, financeiro e gerencial

Para uma empresa, um dos grandes desafios da gestão é estar plenamente em dia com as obrigações burocráticas e legais impostas pelas autoridades brasileiras. Com um sistema ERP, o cumprimento dos deveres fiscais e tributários da empresa se torna muito mais simplificado.

Com este sistema em seu negócio, a empresa passa a ter mais clareza em relação a valores e prazos de pagamento, bem como pode realizar de maneira automatizada a emissão de documentos fiscais para operar em suas vendas e prestações de serviços.

Isso significa que o ERP ajuda a empresa a se manter em plena situação regular diante do fisco, levando mais credibilidade ao mercado. Além disso, dívidas comuns, pagamentos e recebimentos também podem ser administrados com o apoio do ERP, permitindo uma completa gestão financeira do empreendimento.

Se uma nova legislação foi introduzida, com o ERP a sua empresa pode se adaptar às mudanças rapidamente, respondendo de maneira mais agilizada às demandas do mercado consumidor e diminuindo os riscos corporativos consideravelmente.

Mais rendimento, agilidade, menos custos e mais praticidade na gestão. Estas são apenas algumas das vantagens que o ERP pode levar ao seu negócio. Acesse nosso site e saiba mais!

Solicitar Orçamento

×